domingo, 6 de abril de 2014

Diferença entre os HD SATA e SAS

SATA
        A sigla significa Serial AT Attachement e se refere à tecnologia de transferir dados do PC para o drive. Veio depois do ATA com a implantação da transferência de dados em série, e não mais de forma paralela. É o tipo de HD mais utilizado nos computadores de casa e tem arquitetura ponto a ponto, fazendo ligação direta entre o controlador e o dispositivo de armazenamento.
     Entre as suas principais características estão a sua conexão com dispositivos exteriores, reconhecimento de dispositivos após serem conectados, transferências de até 6 Gbit/s e codificação 8B/10B. Usa conectores de 70 mm, um cabo de dados com sete condutores e tensões de 3,3 V, 5 V e 12 V. Suas vantagens são velocidade transferência de dados, a utilização de hot-swap e suporte a de cabos mais finos.
SAS
      A sigla significa Serial Attached SCSI, ou SCSI com Serial Anexado. Isso já diz bastante sobre como ele atua. É um novo padrão SCSI, porém com comunicação em série, não paralela. É como o SATA está para o ATA. Inclusive, ele foi inspirado no próprio SATA e tem uma grande compatibilidade com este padrão. O grande diferencial dele é que pode permitir a ligação dos HDs com extensores a uma única porta SAS.
      A comunicação SAS é realizada com transmissão serial, full-duplex, taxa de transmissão máxima de 3 Gbps (375 MB/s), frequência máxima de 3.0 GHz, comprimento de cabo de no máximo 8 metros, suporta hot-plug, permite 4 dispositivos por cabo, cabo de 32 pinos e o consumo de 800mV. O SAS é um padrão que tende a ser utilizado em servidores – e não em computadores caseiros.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Dicas para ter mais segunça no mundo digital atualmente

Atualização
     Manter os softwares de segurança atualizados é algo importante, principalmente se você acessa muito a internet e serviços financeiros. Isso porque a cada dia surge um novo tipo de malware, cavalos de troia mais sofisticados etc. Leva algo em torno de dez minutos e te deixa protegido.
Back-up
     Programe back-ups periódicos para discos externos, assim, caso você perca seu computador, não ficará sem os arquivos mais importantes. Manter algumas coisas na nuvem também é uma boa.
Senhas
      Pare de usar a mesma senha para tudo, pois, se alguém a descobrir, pode ser que você perca o acesso a vários serviços de uma só vez. E crie combinações fortes, com letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos embaralhados.
Wi-Fi
      Redes sem fio que não exigem senhas de acesso são tentadoras; você pode encontrá-las em shoppings, restaurantes, bares, entre outros lugares. Só tome cuidado porque, quanto menos segurança se exige, menos segurança se oferece, então procure evitar esses pontos de acesso. Caso precise usa-los, não acesse aplicativos bancários e não efetue transações financeiras.
Configurações
      Revise suas opções de segurança e privacidade em serviços como Facebook, Twitter e e-mails. Como os termos de uso mudam com certa frequência, procure se manter informado sobre o que está acontecendo para não ser exposto de alguma forma indesejável.
Lixo
      Jogar velhos aparelhos - celulares, tablets, computadores etc. - no lixo comum pode não apenas ser ruim para o meio ambiente como também perigoso para você, porque aquele dispositivo talvez contenha informações sensíveis que podem ser extraídas. O ideal é reciclar tudo.
Limpeza
      Pode parecer besteira, mas até aqueles ícones espalhados pela área de trabalho do computador fazem com que ele fique devagar e ineficiente. Organize seus arquivos para não ter problemas. Você pode começar com os e-mails: ao invés de deixá-los na caixa de entrada, leia-os, analise o conteúdo e tome uma ação - arquive, responda, delete… só não deixe tudo na caixa de entrada.

FBI pode ligar câmera do computador sem usuário perceber, diz ex-diretor

      Em entrevista ao jornal americano "Washington Post", Marcus Thomas, antigo diretor-assistente do FBI (polícia federal dos EUA), disse que a agência pode ligar a câmera do computador de uma pessoa sem que ela perceba. Ele disse ainda que o órgão tem utilizado essa técnica de espionagem há alguns anos.
     A afirmação do ex-diretor foi feita durante o detalhamento de uma investigação de um homem supostamente iraniano conhecido como "Mo". Ele fez uma série de ameaças a bombas a universidades e aeroportos americanos, mas a instituição não conseguiu achá-lo.
      A maioria das câmeras de computador conta com uma luz que informa quando o acessório está ativo. No entanto, o FBI diz conseguir gravar sem que esse indicador seja aceso. De acordo com Thomas, a técnica já foi usada em casos de terrorismo e investigações criminais.
     O método usado do pela polícia americana é parecido com o de hackers. O ataque acaba sendo feito por meio da exploração de alguma falha no computador. A mais comum é via ataque de phishing: quando se envia para a vítima um e-mail com um link malicioso. Ao clicar nele, a pessoa é infectada e conectada com um computador da agência.
     Segundo fontes do jornal americano, o artifício é usado com moderação e também acaba sendo uma forma de burlar a burocracia em conseguir um mandado judicial. A pena por espionagem virtual, caso a vítima descubra, é menor que em outras situações. Se a polícia invadir uma casa para fazer uma batida, o dono pode entrar com uma ação contra a instituição. Em contraposição, o mesmo direito à privacidade não é colocado em prática quando a invasão de privacidade é virtual.
      De acordo com a reportagem do "Washington Post", a ferramenta mais poderosa do FBI consegue baixar arquivos, imagens, e-mails, ativar câmera e filmar, sem que o dono do dispositivo perceba.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Microsoft deve trazer de volta o "Menu Iniciar" no próximo Windows



     A Microsoft enfrenta problemas de adesão com o Windows 8 e deve tomar medidas para tornar o sistema mais popular nas atualizações que estão por vir. Uma delas é a volta do Menu Iniciar, que foi aposentado pela empresa após o Windows 7, de acordo com o jornalista Paul Thurrot, especialista em Microsoft.
     Recentemente, com a atualização para o Windows 8.1, a Microsoft trouxe de volta o Botão Iniciar. No entanto, a função do botão é apenas levar o usuário da interface desktop para a "Metro", com os blocos dinâmicos. A intenção agora é ter uma opção para permitir a criação do menu como conhecemos nas versões antigas do sistema operacional.
     A ausência do recurso tem sido apontada como uma possível barreira de aprendizado para quem é menos íntimo do computador e acostumado com a antiga interface do sistema operacional. Com isso, muitos ainda estariam receosos de apostar na nova versão. Até o momento, quem sentia falta do Menu Iniciar precisava recorrer a aplicativos de terceiros para a função, o que não é prático para o usuário leigo, que é quem mais sente falta.
    O jornalista ainda relata que a próxima versão do Windows, que tem o codinome interno de "Threshold", terá alguns recursos nativos, como a execução de aplicativos "Metro" em janelas flutuantes no desktop.
     A expectativa é que o Windows "Threshold" deverá ser lançado no segundo trimestre de 2015.

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Mais de dois milhões de senhas roubadas utilizados para sites como Facebook, Google e Yahoo e outros serviços web foram publicadas on-line.

   Os detalhes, provavelmente, tenham sido carregado por um grupo de criminosos, suspeita-se os dados foram retirados de computadores infectados com software malicioso que registrou teclas pressionadas.
   Ainda não se sabe quantos anos as senhas são, mas estas representam risco já que muitos usuários permanacem com as mesmas senhas por vários anos e que varias pessoas utilizam as mesmas senhas em varias contas da web.
   O site russo que contém as senhas foi descoberto por pesquisadores que trabalham para a empresa de segurança Trustwave .
   Em um post no blog resumo das suas conclusões, a equipe disse acreditar que as senhas foram colhidos por um grande botnet - apelidado Pony - que recolheu informações de milhares de computadores infectados em todo o mundo.Os dados sobre o site mostrou como muitos detalhes novos estavam sendo colhidos dos usuários todos os dias em que podem então ser vendidos para outras pessoas ou mantidos até o resgate.
   Neste caso, foi a informação de log-in para redes sociais populares que contou com mais fortemente.
   O site - escrito em russo - afirmou oferecer 318.121 username e password combinações para o Facebook. Outros serviços, como o Google, Yahoo, Twitter e LinkedIn, tudo tinha entradas no banco de dados.
   "Embora os detalhes deste caso ainda não são claros, parece que os computadores das pessoas pode ter sido atacado por hackers usando malwares para capturar informações diretamente de seus navegadores da web", disse um porta-voz em um email.
   Análise das senhas por Trustwave mostrou uma foto familiar - a senha mais popular, encontrada no banco de dados mais de 15.000 vezes, era "123456".

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

As 9 coisas mais irritantes da tecnologia

Sistema travando
       Existe momento mais desesperador do que quando o seu sistema operacional trava do nada? Principalmente se você estava no meio de um jogo online ou no meio de um trabalho e esqueceu de salvá-lo... Ainda bem que os tempos de tela azul estão cada vez mais distantes. Mas, ainda hoje, enfrentamos esse inconveniente vez ou outra (e em qualquer sistema operacional).
Queda de internet
      Só não é pior do que quando o computador trava, mas é absurdamente chato também. Isso sem falar quando sua operadora recomenda que você ligue e desligue o roteador (como se isso sempre funcionasse).
Celular sem bateria
      Para quem é viciado em smartphones, este é um daqueles momentos mais desesperadores da vida. Parece que, enquanto você estiver sem bateria, todo mundo precisará te ligar para falar sobre um assunto urgente, o email mais importante do universo chegará na sua caixa e alguém vai te falar algo muito legal no Facebook. Então, depois de muitas horas de agonia, você recarrega o celular e vê que nada disso aconteceu.
YouTube subestima sua internet
      Nada é mais ofensivo do que o YouTube te humilhando ao mudar a qualidade de um vídeo para 144p. Tudo bem que a internet está horrível, mas, ninguém merece assistir aquele monte de quadrado gigante que teoricamente forma uma imagem.
Vídeo bloqueado para o seu país
       Outra sacanagem sem tamanho. Quando você vê que um vídeo não roda no seu país, a única pergunta que vem à cabeça é: “por quê?”. E enquanto você se questiona, é obrigado a se contentar com a realidade de que nunca saberá o que rolou naqueles minutos.
Pop-ups indesejados      Tudo bem que isso está rareando cada vez mais, no entanto, vez ou outra ainda aparece um. E o pior é quando eles começam a tocar música automaticamente ou trazem imagens constrangedoras.
Spam
     Este sim ainda existe aos montes e chega por todas as vias possíveis e com todos os tipos de mensagens dispensáveis. Infelizmente.
Erro 404
      Ele sempre aparece naquele momento em que você está tentando procurar algo muito importante e... pronto! A página em branco e o aviso de "Not Found" te deixam frustrado.
Trolls
      É muito chato quando pessoas aleatórias, que não se conhecem, aproveitam do anonimato da internet para revelar o seu pior lado. Elas tornam-se sarcásticas, agressivas, ofensivas... em troco de quê? De nada.